Movenbank – A terceira geração bancária

17 Out

 

“Já imaginou ter acesso ao seu banco à distância do seu telemóvel? Então é porque ainda não conhece o Movenbank.

O Movenbank é um sistema bancário completamente inovador. Trata-se de uma nova geração bancária onde, não necessita de se deslocar fisicamente ao seu banco para ter acesso à informação completa das suas contas. Para além da comodidade, este novo sistema de interacção bancária não necessita da utilização do seu cartão ou necessidade de pagamento de taxas por cada utilização.

Com o Movenbank é possível ter acesso a toda esta informação através do telemóvel. Sem cartões, sem papeis e sem custos adicionais.

A principal preocupação do Movenbank foca-se na utilidade e comodidade dos serviços bancários, assim como o envolvimento do cliente em todo o processo. Desta forma, o Movenbank utiliza a tecnologia CRED, que combina a utilização das tecnologias móveis, a versatilidade das redes sociais e a simplicidade de processos das tecnologias online.

Para além da simplicidade de processos, o Movenbank incentiva novos negócios e fideliza os seus clientes através da utilização de um sistema de pontos. Quando é atingido um determinado patamar de pontos, o cliente tem automaticamente acesso à abertura de uma linha de crédito. Este sistema pontual é uma mais valia para as instituições bancárias, na medida em que, terão uma nova forma de avaliar a confiança no seu cliente aquando da abertura de uma linha de crédito.

Portugal apresenta-se como um país com fortes possibilidades de sucesso na integração do Movenbank. Segundo dados da SIBS (Sociedade Interbancária de Serviços), existe um número reduzido de caixas multibanco e a procura está a exceder largamente a oferta. Ainda segundo a SIBS, cerca de 70% da população portuguesa com mais de 15 anos, usa os serviços de Multibanco para efectuar pagamentos. A esta necessidade, juntam-se os estudos da Anacom, que referem que no nosso país existem cerca de 12 milhões de telemóveis, sendo que 10,4 milhões têm capacidade para receber banda larga.

Desta forma, poderemos afirmar que existem possibilidades de sucesso na integração do Movenbank no nosso país.”

We Find – Stage 2

http://www.wefind.pt/

http://movenbank.com/

Copywriter: João Alvarez

Ticket to Pony Tale

15 Out

“Boa tarde

O meu nome é João Alvarez e venho por este meio enviar a minha candidatura instantânea, por isso de rápida e sucinta leitura.

Como forma de vos convencer de que sou um criativo um tanto ou quanto louco e que sou um copywriter capaz de fazer dançar as palavras, apresento-vos um pouco da minha dose de loucura.

Eis senão a referida dose comprovada pelo Ministério da Criatividade:

  • Padeço do Síndrome Choné e da estirpe Tantã. O diagnóstico foi efectuado pelo Instituto Português da Insanidade Mental após a confirmação dos sintomas de ausência de filtro de loucura, diarreia mental e ausência de cor na órbita da sanidade.
  • Participei nas Olimpíadas da Loucura e da Insanidade com vitórias nas provas de 100m de cabeça na barreira (exibi orgulhosamente o meu hematoma no final da prova), lançamento do quilo de arroz, salto em profundidade e a maratona dos pés-descalços em tapete de vidro. Finalmente, venci a sempre dura prova de canoagem de banheira.
  • Participei ainda nas provas de esgrima com fios de esparguete e fui medalhado na prova dos Sem Metros (prova de resistência todo o terreno, que consiste em efectuar o menor número de metros sob um carrinho de linhas).

Por este motivo, apresento a minha imensa vontade de trabalhar convosco e contribuir com o meu louco palmarés para o vosso sucesso.

Junto envio em anexo o meu cv para vossa análise, assim como o endereço do meu portfólio (formato blog), onde publico os meus trabalhos criativos.

Aqui fica o endereço:https://colhercordoes.wordpress.com/

Instantaneamente,

João Alvarez”

 

For more information please check http://www.ponytale.pt/

Crise Surreal

10 Out


“Quando uma grave crise atravessar o oceano, aumenta-se a taxa de juro dos depósitos à ordem e baixa-se a altura das ondas. Inverte-se assim… a tendência dos mercados de peixe junto à doca.

De igual modo, faz-se um PPR para os iogurtes não vá o tamanho das ondas subir o leito do rio Koala e os golfinhos zarolhos encalhem na sua margem.

A crise é a crise. A crise é para tudo e para todos. Por isso mesmo também se faz sentir nas pranchas dos talhantes. Contudo, a estupidez e as ideias desconexas de um texto como este vão de vento em popa e não há agência de rating que lhe “corte as pernas” ou lhe suba os juros.”

 

in Santa Fé Associates Trainee – Stage 1

http://www.santafe.com.pt/

Márcio

6 Out

O Márcio é um jovem extrovertido, independente, dono da sua vontade e palavra. Devido ao seu historial de vida, é um ser extremamente maduro para a idade que possui.

O Márcio, perdeu os seus progenitores quando tinha apenas alguns dias de vida. Desde cedo se habituou a lutar pela vida. Passou por fases obscuras, fechadas, repletas de solidão. Saltou de trapo em trapo e esburacou pela sua sobrevivência.

Apesar das dificuldades e dos traumas emocionais, o Márcio é hoje mais feliz. Graças à sua persistência, saiu do armário e vive sob a minha asa protectora, no meu quarto.

O Márcio é uma traça. O Márcio está feliz e esta é a prova fotográfica disso mesmo.

 

 

 

Sedentarismo

5 Out



O sedentarismo é um suculento alimento para a auto-destruição.

It’s time to take the lead!

4 Out

A vida é feita de rotinas.

Para uns a rotina passa por casa-trabalho-casa, para outros casa-centro de emprego. Existe ainda uma porção da sociedade que faz da rua a sua casa, sendo a sua rotina cama de cartão-deambular pela rua-mendigar-cama de cartão.

A rotina é isto mesmo: conjunto de processos intrínsecos do dia-a-dia de uma pessoa, conjunto de pessoas ou actividade.

Permitam-me a ousadia de vos dar esta novidade: a rotina é nossa inimiga.

Mesmo aquela que é mais saudável ou que aparenta ser. A rotina destrói os nossos impulsos e vontades de ser ou fazer algo que não está programado. A rotina é aliada da incapacidade  e abnegação.  A rotina alimenta um outro sentimento e vontade que pode, em caso extremo, ser uma combinação fatal para qualquer equilíbrio emocional: o desejo

Se trabalharem em conjunto podem actuar como uma bomba-relógio que se alimenta de pequenas vicissitudes não correspondidas. A rotina implode em nós o desejo de pecar mesmo que seja por uns minúsculos segundos. Os mini-nano-segundos, por muito mini e nano que sejam podem transformar-se na femme fatale que nos leva pelo caminho da infelicidade e esgotamento.

A rotina tem vontade própria e comanda os nossos passos. A rotina manda em ti mesmo que digas que não. Muitos de nós constroem uma árvore genealógica para a sua querida rotina, o que representa em muitos dos casos num marido da senhora rotina  chamado Destino e habitam na tão famosa Zona de Conforto. Juntos pulverizam qualquer impulso e imprevisibilidade que queiramos ter. São produtores e encenadores de uma peça de teatro onde nós somos actores principais no corpo de fantoches.

Por tudo isto vos digo novamente: a rotina é nossa inimiga, desfaçam-se dela!

Tirem-lhes o prazer do comando e dirijam o vosso caminho na base do impulso. Fujam da zona de conforto. Experimentem o pensamento ou vontade mais bizarra que vos passe pela cabeça. Sejam o centro das atenções.

Façam loucuras como rapar metade do bigode ou correr nú na praia em pleno verão. Sejam detidos por atentado ao pudor se o mesmo vos der prazer. Façam extensões nos pêlos das pernas por um dia.

Dêem concertos no carro. Cantem até que as veias da garganta fiquem tão salientes que contagiem as pessoas que estão na mesma fila de trânsito. Façam um concerto nas filas de trânsito!

Agitem o cachecol e tirem a camisola quando o vosso clube fizer golo. De certeza que não recebem amarelo por isso! Criem o vosso próprio Kamasutra. Permaneçam no ponto G por tempo contínuo e indeterminado.

Extravasem!

Usem roupa foleira e arranquem gargalhadas a quem vos rodeia por isso. Vistam a roupa do avesso.

Soltem os pássaros da gaiola no quarto dos vossos pais. Troquem o sal pelo açúcar!  Cumprimentem as pessoas com estalos! Inovem na cozinha e juntem à sopa uma peça de fruta. Criem mousse de bacalhau ou cozido vegetariano à portuguesa .  Não bebam água das pedras, bebam água com pedras!

Façam férias no Barreiro!

Juntem amigos  e façam uma roadtrip pelas igrejas de Portugal e quando lá chegarem celebrem um casamento. E por favor, cortem com o tradicionalismo e ao invés de atirar arroz aos noivos, atirem um pacote de arroz a cada um deles!

Não sigam os trilhos outrora traçados. Sigam o vosso caminho. Sejam únicos.

Hummel Experience

12 Set

 

Ponto de Venda Hummel com mensagem representativa da preponderância da marca num jogo de andebol.

 

(post em actualização)

Sporting com a sua casa arrumada

3 Set

 

Em mais uma colaboração para o site Lusofans.com, João Alvarez apresenta a sua crónica de análise ao plantel leonino.

 

“Encerrada a época de transferência, o Sporting CP definiu o seu plantel. Por entre dispensas, empréstimos, variadas contratações e uma nova equipa técnica, o Sporting CP mudou bastante comparativamente com a temporada anterior.

Novo guarda-redes, nova linha defensiva

Analisando os sectores da equipa, o Sporting CP contratou para o guarda-redes brasileiro Marcelo Boeck proveniente do Marítimo. O brasileiro poderá dar mais competitividade ao agora titular da Selecção Nacional, Rui Patrício. Para o sector defensivo, os leões contrataram todo um novo sector. Santiago Arias, jovem colombiano que deu excelentes indicações no Mundial de juniores, fará concorrência a João Pereira e Bruno Pereirinha (retoma após empréstimo). O argentino Emiliano Insúa fará concorrência directa a Evaldo no lado esquerdo da defesa, depois de Atila Turan (outra contratação) ter sido emprestado ao Beira-Mar. Para os mais cépticos, o argentino será uma nova edição do também argentino Leandro Grimi (emprestado ao Genk). Contudo, avaliando o passado de Insúa existem diferenças que o colocam noutro patamar de qualidade. No ano de 2007 foi campeão Mundial de juniores jogando ao lado de jogadores como Aguero, Zarate, Sergio Romero, Piatti, Banega ou Di Maria. É internacional A e passou por uma experiência algo irregular no Liverpool. Na época passada actuou nos turcos do Galatasaray por empréstimo.

Para o centro da defesa o Sporting contratou os já experientes Alberto Rodriguez (ex-Braga) e o norte-americano Onyewu (ex-Milan). Considero que ambos os jogadores podem acrescentar qualidade á defesa leonina. Oniyewu, apesar de não ter tido um jogo brilhante frente ao Valência, acrescenta altura e peso a uma defensiva frágil. Considero que apesar da impaciência da massa associativa, o norte-americano será considerado das melhores contratações se a sua condição física não trair. No mesmo lado da moeda esta Rodriguez. O peruano, sempre muito fustigado pelas lesões foi contratado devido à sua inegável qualidade, contudo, vejo com alguma apreensão as constantes lesões suportadas pelas declarações do seleccionador peruano dizendo que o jogador não poderia fazer 2 jogos num curto espaço de tempo. Sendo o Sporting um clube de excelência habituado a jogar em várias competições durante a época, até que ponto Rodriguez poderá acrescentar valor a esta equipa? Volto a dizer que a sua qualidade não está em questão, apenas e só a sua condição física que poderá não ser a melhor para uma época tremenda e competitiva que se avizinha.

Meio campo experiente e combativo

No sector intermediário, foram efectuadas variadas contratações. Stjin Schaars, internacional holandês, vem acrescentar ao Sporting qualidade nas bolas paradas. È também um médio box-to-box e por isso mesmo tem na sua condição física e capacidade de resistência, os principais pontos fortes. Também resistente e competitivo é o internacional argentino Fito Rinaudo. Tremendo no confronto físico, inteligente na leitura de jogo e com uma excelente capacidade de desarmar os seus adversários, Rinaudo poderá ser dos principais elementos deste Sporting. Outro reforço, também ele internacional e capaz nas bolas paradas, é o uruguaio Luís Aguiar. É sem dúvida um homem da confiança de Domingos. Sendo o plantel um grupo de trabalho completamente novo, Domingos precisará de ter jogadores da sua confiança do seu lado. Luís Aguiar é um deles. Finalmente, Elias, o reforço mais caro da história do clube. Internacional brasileiro com características semelhantes a Ramires (Chelsea), será dos jogadores mais importantes da estrutura. Habilidoso e com vocação atacante, Elias é ao mesmo tempo um jogador capaz defensivamente. Num grupo novo onde o espírito colectivo e a entreajuda são fomentados agressivamente, Elias poderá com as suas características ganhar rapidamente um lugar no onze. O regressado André Martins poderá também ter a sua oportunidade. Franzino mas habilidoso, André terá de trabalhar duro para ganhar um lugar na equipa.

Qualidade e técnica nas alas

Nos corredores laterais surgem as maiores novidades que são quase… totais. Izmailov regressa após longo período de recuperação, Capel e Jeffren vêm da vizinha Espanha e Carrillo atravessa o Atlântico para se juntar aos leões. Capel proveniente do Sevilha, é um jogador com um estilo similar a Futre (salve o respeito e admiração que o el português merece). Com um excelente controlo de bola e com uma boa capacidade para cruzar, o espanhol promete trazer qualidade a um flanco que tem andado algo desequilibrado nas últimas épocas. Como concorrente directo terá o também jovem André Carrillo (20 anos). Visto como uma jovem promessa no seu país, Carrillo apresenta um estilo um tanto ou quanto semelhante ao de Nani e Quaresma. Pode não explodir este ano, mas sem dúvida que será um jogador a ter em conta para um futuro não muito próximo. Um dos reforços mais sonantes deste ano é sem dúvida o espanhol Jéffren. Proveniente da equipa mais ganhadora das últimas épocas (Barcelona), irá tentar incutir esse espírito de vitória a uma equipa que precisa urgentemente de títulos. Com um excelente pé esquerdo e forte nas jogadas 1×1 será dos elementos mais desequilibradores do plantel.

Golos precisam-se!

Na frente de ataque surgem também muitas novidades. Nenhum dos avançados que fazia parte do plantel da época passada, tem lugar no plantel desta época. Ainda que Hélder Postiga tenha efectuado três jogos foi recentemente vendido ao Saragoça. Na luta para ocupar o seu lugar, estão três novos jogadores. O mais conhecido e com maior currículo é o búlgaro Bojinov. Com larga experiência na liga italiana e com uma passagem por Inglaterra, esperam-se golos deste avançado remate forte e fácil. A segunda mais cara contratação leonina da temporada é o internacional holandês Ricky Wolfswinkel. Esta contratação é para já vista com alguma desconfiança pelos sócios e adeptos do clube devido ao valor dispendido, mas decerto que trará a qualidade finalizadora que caracteriza os avançados holandeses. Finalmente, o mais jovem jogador do plantel e talvez o melhor acolhido pelos adeptos: Diego Rubio. O jovem chileno (18 anos) é a imagem daquilo que os adeptos mais querem no clube: garra, paixão e vitória. Com apenas 18 anos, Rubio conquistou os adeptos devido a uma pré-época repleta de golos. É um avançado que pela sua atitude em campo aparenta ser um novo Liédson. Esperemos que o seja, isso significaria que seria um homem-golo.

Empréstimos, vendas e rescisões

Comparativamente com a época passada muitos jogadores saíram do plantel. Os últimos foram os mal-amados Yannick Djaló (Nice) e Helder Postiga (Saragoça). Simon Vukcevic foi também vendido aos ingleses do Blackburn Rovers enquanto Zapater assinou pelos moscovitas do Lokomotiv. Por seu turno Nuno André Coelho retomou ao norte, mais propriamente ao Braga, enquanto Cristiano se vinculou ao Beira-Mar.

A limpeza no plantel continuou com as rescisões de contrato. Jogadores como Maniche, Pedro Mendes (Vit. Guimarães), Carlos Saleiro (Servette), Caneira (Videoton), Purovic (OFK Belgrad) ou Stojkovic (Partizan), terminaram a ligação clube de Alvalade e seguiram o seu caminho noutros clubes.

Comparativamente com a temporada passada, outros jogadores saíram de forma a valorizarem o seu passe ou ganharem ritmo competitivo. Diogo Salomão irá jogar no Deportivo da Corunha, Jaime Valdés retorna a Itália ao Parma (cedido por empréstimo), Torsiglieri rumou à Ucrânia para o Metalist. O vice-campeão do mundo Cédric Soares viajou para Coimbra para se juntar a Adrien na Académica, enquanto Nuno Reis (também vice na Colômbia) continua no Cercle Brugge na companhia de Amido Baldé e Renato Neto. Sinama-Pongolle foi cedido aos franceses do Saint-Etienne enquanto que o jovem Wilson Eduardo volta a ser emprestado desta vez ao Olhanense (tal como Mexer e João Gonçalves). Ainda na primeira liga portuguesa, Diogo Rosado foi emprestado ao Feirense enquanto que André Marques e Atila Turan foram cedidos ao Beira-Mar. Finalmente o jovem Zezinho iniciará a sua carreira como sénior no Atlético (II Liga).

Esforço, dedicação, devoção e glória

O plantel do Sporting será muito diferente relativamente à temporada passada. Domingos Paciência tem à sua disposição um plantel composto por 26 jogadores. Se na temporada passada o Sporting era das equipas mais nacionais do campeonato, nesta época apresenta apenas sete jogadores portugueses nas suas fileiras. Contudo, sendo a linguagem do futebol universal, a barreira linguística não será um factor critico de insucesso. Por outro lado, a juventude do plantel (média de 23 anos) poderá ser um factor causador de desequilíbrio desfavorável nos momentos cruciais do jogo e da época. Apesar da juventude, os jogadores do Sporting têm já experiencia das mais importantes competições do Mundo, como a Liga dos Campeões, Liga Europa, Copa Libertadores e Campeonatos do Mundo das selecções jovens e seniores. Domingos, dispõe inclusivamente de jogadores que disputaram finais ou que conquistaram a Liga dos Campeões ou a Liga Europa ao serviço dos seus clubes. Dispõe ainda de jogadores internacionais pelas melhores selecções: Brasil, Argentina, Espanha, Holanda e Portugal.

Em suma, o Sporting apresenta um plantel com jogadores vencedores, habituados a grandes competições e conquistas. Na minha óptica, este background é suficiente para que nos enchamos de esperança na conquista de títulos. Ainda assim, caso a conquista de títulos não seja uma realidade já nesta época, estou absolutamente convicto que faremos uma boa campanha, que nos orgulhe enquanto sportinguistas e nos volte a mostrar a raça do leão. O arranque do campeonato não foi famoso é certo, mas o campeonato é longo e decerto que muitas vitórias conquistaremos.

Os adeptos leoninos estão impacientes e sedentos de vitórias. Decerto que muitos perderão as estribeiras e não vão conter as suas emoções caso os resultados não sejam imediatos.. Esta impaciência poderá vir a ser novamente o grande inimigo para a época que está já em trânsito. A mudança não é fácil, muito menos quando a mesma é feita em grande escala. Com jogadores jovens e ainda com margem de progressão, os resultados não serão imediatos. O treinador e administradores do Sporting tomaram a opção de contratar jogadores para o futuro, quando o objectivo é ser campeão no presente. Esperemos que o risco valha a pena e que a recompensa surja no final da temporada.

Força Sporting!”

 

 

in Lusofans.com

http://www.lusofans.com/TeamArticle.aspx?ArticleId=2963&TeamId=3

Crónica Sporting 2-1 Nordsjaelland

26 Ago

 

O Sporting recebeu e venceu os dinamarqueses do Nordsjaelland por 2-1, num jogo onde os Leões foram claramente superiores ao seu adversário.  Os Leões surgiram com algumas novidades no onze face ao último jogo. O capitão Daniel Carriço voltou ao eixo da defesa em detrimento do lesionado Rodriguez, Izmailov surgiu como organizador de jogo, enquanto André Santos jogou no lugar de Rinaudo. O internacional português Hélder Postiga voltou ao eixo do ataque, relegando Wolfswinkel para o banco de suplentes.

Excepção feita ao lance inicial da partida em que Beckmann se deixou antecipar por João Pereira, falhando assim o golo para os nórdicos, o Sporting foi dono e senhor dos 90 minutos da partida. Diego Capel foi o elemento mais perigoso da equipa de Alvalade, que voltou a criar inúmeras oportunidades de perigo, sendo o aproveitamento das mesmas deficiente, muito por culpa do guarda-redes Hansen.

Com uma pressão a todo o campo, o Sporting causou muitas dificuldades aos dinamarqueses, que raramente tiveram posse de bola para sair para o ataque. Aos 4 minutos de jogo, a pressão do Sporting resultou quase em pleno. A persistência de Izmailov resultou numa recuperação de bola junto á linha final, mas Schaars pouco ávido não conseguiu na pequena área empurrar a bola para a baliza do Nordsjaelland. Volvidos 10 minutos, e após um canto de Schaars, o capitão Daniel Carriço não conseguiu dar seguimento à insistência de Hélder Postiga, falhando assim a segunda oportunidade clara de golo, novamente na pequena área.

Minutos depois, foi a vez de Yannick Djaló tentar a sua sorte num remate fora da área defendido por Hansen. Na recarga Capel atira para fora.

Aos 35 minutos, Yannick Djaló voltou a estar em destaque. Diego Capel numa excelente jogada individual evita 3 adversários, combina com Izmailov, este solta de para Evaldo, com o brasileiro a centrar para a cabeça de Yannick que remata fraco para as mãos de Hansen.

A 3 minutos do intervalo, novamente Yannick Djaló a desperdiçar mais uma oportunidade. Centro na direita der Schaars para a cabeça de Yannick , que obrigou o guardião Hansen a efectuar uma excelente defesa.

Ao intervalo o nulo mantinha-se, mas os números revelavam de forma clara o domínio leonino: 19 ataques, 12 remates em 55% de posse de bola.

 

Segunda parte com uma ligeira melhoria no aproveitamento

Na segunda parte a história repetia-se. O Sporting continuava mandão mas desperdiçava constantemente as oportunidades criadas. Logo aos 4 minutos do segundo tempo, Hélder Postiga desperdiça a primeira oportunidade após boa jogada de Izmailov pela direita. Minutos mais tarde, Djaló corresponde de cabeça a um cruzamento de Capel e obriga Hansen a defesa apertada.

Aos 62 minutos, Domingos mexe pela primeira vez na equipa e lança o búlgaro Bojinov para o lugar do perdulário Yannick Djaló, que saiu do relvado bastante assobiado pelos adeptos. O Sporting passava a jogar com dois avançados na frente, Postiga e Bojinov, assistidos pelos alas Capel e Izmailov.

Foi do pé direito do russo que, no minuto seguinte, surgiu o centro para mais uma oportunidade desperdiçada por Hélder Postiga. O internacional português cabeceia colocado, mas Hansen volta a corresponder com uma excelente defesa. Na sequência do lance, Evaldo é impedido ilegalmente por um defesa nórdico de chegar ao ressalto. Lance paragrande penalidade que o árbitro romeno Ovidiu Hategan deixou passar em claro.

Diego Capel era o elemento mais inspirado da equipa leonina e tentou o golo através de um remate de fora da área. a bola passou ligeiramente ao lado da baliza de Hansen. Aos 65 minutos, Diego Capel centra para a cabeça de Bojinov que não consegue direcionar da melhor forma. A bola passava a centímetros do poste do Nordsjaelland.

Aos 70 minutos, nova mexida no Sporting. Schaars saía tocado e entrava para o seu lugar o argentino Rinaudo.

 
Finalmente o golo

Após inúmeras tentativas, os leões acabariam por chegar ao merecido golo aos 77 minutos, através de André Santos. Centro de Capel na direita, Bojinov aproveita um ressalto na área e entrega para André Santos rematar colocado para o fundo da baliza de Hansen. O Sporting estava assim em vantagem na eliminatória para júbilo dos 24.028 espectadores que marcaram presença em Alvalade.

Empolgados pelo golo, os leões partiram em busca do segundo e estiveram perto após remate forte de Capel, que obrigava Hansen a defender para canto. Na sequência do mesmo, Evaldo solto de marcação na pequena área faz o segundo golo para o Sporting. Faltavam agora 5 minutos para o final da partida e os leões tinham a eliminatória controlada.

Até ao final do encontro, tempo ainda para a estreia de Carrillo que entrou para o lugar de Izmailov e para o golo do Nordsjaelland, já em tempo de descontos. Andreas Laudrup aproveita da melhor forma um ressalto na área e reduz o resultado para a margem mínima. Pouco depois o final da partida.

O Sporting dominou a partida, mas voltou a pecar na finalização. Terminou o jogo com 31 remates e apenas 2 golos marcados. Contudo passa à fase de grupos da Liga Europa e irá conhecer amanhã os seus adversários.

 

Ficha de Jogo
2ª mao Play off Liga Europa
2011-08-25 Estádio José Alvalade       .
Árbitro: Ovidiu Hategan (Roménia).
Resultado ao intervalo: 0-0

Sporting, 2
(1)Rui Patrício, (47) João Pereira, (4) Anderson Polga, (3) Carriço, (5) Evaldo; (26) André Santos, (8) Schaars, (11) D. Capel, (20) Yannick Djaló, (10) Izmailov e (23) Hélder Postiga. Treinador: Domingos Paciência.

Substituições: 62 m – Saiu Y. Djaló, entrou Bojinov (7); 70 m – Saiu Schaars, entrou Rinaudo(21); 85 m – Izmailov, entrou Carrillo (18). Suplentes não utilizados: (12) Marcelo, (5) Onyewu, (33) Diego Rubio e (9) Van Wolfswinkel

Disciplina: cartões amarelos a Bojinov (76 m); Rinaudo (90m)

Nordsjaelland, 1

(1) Hansen, (2) Okore, (19) Gundelach, (5) Bjelland, (18) Parkhurst; (4) Kildentoft, (7) Stokhol, (17) Christensen, (10) Mikel, (24) Beckmann e (12) Lawan. Treinador: Kasper Hjulmand.

Substituições: 62 m – Saiu Beckmann, entrou Mikkelsen (9); 65 m – Saiu Lawan, entrou A. Laudrup(22); Suplentes não utilizados: (25) D. Jensen, (23) M. Nielsen, (8) Mtiliga, (20) Miel e (28) Rohde.

Disciplina: nada a assinalar

 

 

in Lusofans (www.lusofans.com)

http://www.lusofans.com/RegionArticle.aspx?ArticleId=2897&RegionId=2

 

Sinónimos de raiva?

25 Ago

 

Tenho de partilhar isto convosco.  Preciso de o fazer.

No dia de hoje, durante uma pesquisa amadora de sinónimos, deparei-me com uma definição insólita. Utilizei o tão aclamado e indispensável Google e escrevi “sinónimos de raiva”.  No topo das preferências surgiu o site www.os-sinonimos.com que me informou da seguinte lista de sinónimos:

Sinónimos de raiva:

  • Aversão
  • Ódio
  • Veter (?)
  • Fúria
  • Hidrofobia
  • Apetite irresistível (???????????????????)

Apetite irresistível???

 

Que raio!? Como é que alguém conseguiu alterar por completo a definição e conceito deste estado de espírito?!

Já imaginaram o Passos Coelho dizer algo do género: “Tenho um apetite irresistível pelo Eng. José Sócrates!”

Ou porventura entrarmos no veterinário com o nosso Chihuahua e de sorriso rasgado pedimos ao médico: “Doutor,  o Snoopy vem para pôr as vacinas do apetite irresistível em dia.”

Posto isto, em futuras pesquisas não trocarei o pré-histórico mas viável “Dicionário da Língua Portuguesa”, por qualquer outro avanço tecnológico.

 

Ps: todos nós já nos imaginámos com um Chihuahua ao colo!

 

in www.os-sinonimos.com/sinonimo-de-raiva